4 mulheres que revolucionaram o mercado tecnológico

Hoje, mulheres e tecnologia ainda caminham a passos muito menos largos quando se comparado ao lado masculino. Porém, engana-se quem acha que elas não têm papel igualmente fundamental na área de Tecnologia da Informação. Muito pelo contrário: há anos vêm fazendo história na tecnologia. Veja quatro mulheres que revolucionaram o mundo:

1. Ada Lovelace

Ada Lovelace

Incentivada desde pequena por sua mãe cientista a se destacar na matemática, Ada Lovelace é considerada a primeira programadora de computador. Tudo por conta de seus esforços na criação do primeiro algoritmo que foi processado por uma máquina. Foi ela quem fez a máquina de Charles Babbage, em Londres, ser capaz de computar os valores de muitas funções matemáticas.

2. Grace Hopper

Grace Hopper

Conhecida como a Rainha da Computação, eis aqui mais uma mulher que fez toda a diferença no mundo tecnológico. Para se ter ideia, Grace Hopper foi uma importante cientista da computação, atuou como almirante da Marinha dos Estados Unidos e ainda criou o primeiro software de computador. Além disso, criou uma linguagem de programação que foi a base para o COBOL, programa de computador voltado para negócios. A expressão “bug”, que se usa até hoje, também foi criada por ela.

3. Hedy Lamarr

Hendy Lamarr

A austríaca Hedy Lamarr, junto a George Antheil, inventou o sistema base para os telefones celulares dos dias de hoje. Tudo graças a um trabalho feito durante a Segunda Guerra Mundial, em invenções nos canais de frequência para despistar inimigos. Anos depois, essa criação facilitou o desenvolvimento das redes Wi-Fi e também o Bluetooth, além da tecnologia GPS. O mais curioso é que, andando lado a lado com toda essa criatividade para tecnologia, Hedy ainda virou uma estrela de cinema conhecida mundialmente.

4. Rachel Zimmerman

Rachel Zimmerman

As maiores invenções da tecnologia não foram criadas apenas por mulheres adultas. Rachel Zimmerman criou, aos 12 anos, a Impressora Blissymbol, importantíssima para ajudar aqueles que têm dificuldade para se comunicar. O programa de software passou a gravar os pensamentos dessas pessoas e transmitir mensagens via e-mail com o auxílio dos símbolos da Impressora Blissymbol, que, ao final, traduzia tudo para a linguagem que conhecemos. E tudo isso começou com um projeto para a feira de ciências. Rachel começou seu projeto na escola, chegando à Exposição Mundial dos jovens inventores e ao prêmio YTV Television Youth.

Esses são apenas alguns exemplos de incríveis mulheres que atuaram na tecnologia para ressaltar a importância do lado feminino nas criações e desenvolvimento da era em que vivemos. Mais do que nunca, incentivar meninas e mulheres a aprender mais sobre programação e robótica é, sem dúvidas, lembrar desses grandes nomes e formar cidadãs que têm tudo para fazer ainda mais diferença no mundo.

 

Fonte: Blog CTRL+PLAY