Marketplace ou Loja Virtual: qual escolher?

Entrar num marketplace ou ter uma loja virtual própria?

Marketplace ou Loja Virtual?

Por: Redação ComSchool

Depois de amadurecer a ideia de ter um negócio próprio no e-commerce e criar sua loja virtual, muitos empreendedores ficam divididos sobre continuar a vender dessa forma ou participar de um marketplace.

Os motivos para estar presente no mundo digital são inúmeros, mas o principal é atrair mais clientes e ter mais visibilidade. Surgem questões como “o que seria mais vantajoso e confiável? ”, “qual o melhor canal de vendas para o meu empreendimento? ”, “qual a diferença entre loja virtual e marketplace? ”.

Para começar a entender o que é melhor para atingir seus objetivos, defina o seu perfil e imagine como pretende trabalhar após escolher um dos dois canais de vendas. Você também precisa saber o grau de maturidade do seu projeto e quais as necessidades específicas do seu negócio.

Qual a diferença e o qual é mais vantajoso?

No marketplace, o vendedor se dedica completamente a gerenciar o portfólio de produtos e a atender o cliente. Já o administrador cuida da logística, visibilidade, meios de pagamento e tecnologia, entre outros importantes setores que farão este canal ser rentável para você.

Além disso, recebem mais visitas, pois abrigam um número maior de produtos. Este tipo de plataforma funciona como um shopping center onde o cliente pode pesquisar preços melhores e realizar compras com mais satisfação e conveniência. Contudo, essa oportunidade pode ser desvantajosa, pois sua loja terá que lutar contra a concorrência para aparecer melhor nos resultados quando o consumidor procurar um produto.

A Loja Virtual permite controle total, autonomia para o negócio e contato direto com o consumidor. Você também não precisará pagar nenhuma taxa ou comissão, como no caso do marketplace. O trabalho de atração de clientes para o seu site também fica ao seu encargo e você enfrentará a concorrência das outras lojas e dos marketplaces, mas cada um com seu próprio endereço virtual.

Para resumir, os marketplaces são plataformas que vendem uma enorme variedade de produtos de diversos lojistas, enquanto a loja virtual comercializa mercadorias diferentes de uma empresa. Também podemos dizer que a loja virtual é como a loja física e o marketplace é um shopping center onde a loja pode anunciar, desde que pague uma comissão.

Como escolher?

Investir nas duas opções pode ser a forma de aproveitar o melhor dos dois mundos: vender com sua loja virtual e estar no marketplace. Mas, alguns negócios podem não ter sucesso dessa forma e conseguir resultados medianos nas duas plataformas.

Assim, você pode fazer um teste e selecionar os produtos que vendem mais para anunciá-los no marketplace. Em seguida, faça um anúncio no Google Shopping e acompanhe as campanhas de Adwords (no próprio Google e no Facebook) que o marketplace criará para divulgar seus produtos.

Com esta estratégia você entenderá melhor se vale a pena manter a abordagem inicial ou se deve revolucionar a forma como sua empresa atua no e-commerce. Apenas com planejamento e uma visão inovadora você conseguirá tornar seu empreendimento em algo que trará resultados surpreendentes.

 

O que você achou de nossas dicas para melhorar as conversões? Para dominar melhor o assunto, conheça o curso de Gerentes de Ecommerce e Marketing Digital.

Além desses, a ComSchool tem outros 170 cursos que podem ajudar você a turbinar a carreira e fazer um networking de alto nível. Todos os cursos dão direito aos Selos Profissionais Certificados.