O Que Não Fazer na Hora da Cobrança de Inadimplentes?

O Que Não Fazer na Hora da Cobrança de Inadimplentes?

A cobrança de inadimplentes é um assunto delicado, principalmente se você está do lado de quem fará o contato. É importante sempre levar em conta que estará lidando com seres humanos e que a dívida pode ser parte de um problema bem mais amplo!

Por isso, é crucial saber como tratar a situação para que tudo saia como o esperado para ambos os lados. Confira neste artigo algumas dicas do que você deve evitar para garantir um contato com resultados positivos.

Cobrança de inadimplentes exige compreensão

Fazer uma cobrança de inadimplentes não é simplesmente entrar em contato e, inicialmente, oferecer a proposta que mais se adequa às vontades da empresa. A ideia é entender a situação do cliente e ver como é possível equilibrar as oportunidades.

Inicie a conversa buscando, de fato, compreender as razões pelas quais não houve o pagamento. Descubra os principais problemas e as dores do inadimplente. Mostre que se importa e veja como ele poderia fazer o pagamento da dívida.

Decida junto do devedor, e não gerando uma briga de interesses — o que pode fazer até mesmo com que você perca o cliente para a concorrência!

Tenha mais de uma proposta e os limites de negociação em mente

Ainda que seja necessário flexibilizar o que será oferecido para o cliente que não quitou seus deveres com a empresa, é necessário já ter mais de uma proposta para sugerir antes de fazer o contato, bem como os limites máximos de negociação.

Suponha que você esteja ao telefone com o cliente e, a cada pergunta dele, precise cortar a ligação para recorrer ao seu gerente. Seria desagradável, certo? Além de tudo, passa a ideia de que você não tem nenhum controle sobre a negociação.

Por isso é crucial ter estipuladas algumas propostas e os limites de parcelamento, descontos, valores, etc. Isso garante que você terá um contato mais fluido, com mais possibilidades de obter um bom resultado na cobrança de inadimplentes.

Conheça o histórico do cliente

Ao entrar em contato direto com um inadimplente, é importante ter acesso ao histórico dele junto à sua empresa. Isso porque um indivíduo que é devedor recorrente não pode ser tratado como um devedor ocasional. É necessário levar isso em conta.

Um cliente que nunca deixou de pagar nenhuma de suas contas referentes aos seus produtos ou serviços precisa, minimamente, que você dê espaço para uma explicação e, é claro, merece mais flexibilização na hora dos acordos.

Entretanto, quando se trata de um inadimplente que deixa de quitar suas dívidas com frequência, o “escopo” de possibilidades na negociação deve ser reduzido, principalmente em termos de prazo.

Por isso, ter o histórico em mãos facilita na hora de contatar o cliente e evita que você faça a cobrança de inadimplentes de maneira indevida.

Para mais artigos sobre esse tema, confira o blog da TargetData!